Glossário


· A · B · C · D · E · F · G · H · I · J · K · L · M · N · O · P · Q · R · S · T · U · V · W · X · Y · Z


Abatimento de Talude (M)

Intervenção no meio físico, geralmente em maciços terrosos, efetuada por meio de máquinas ou ferramentas manuais, com o objetivo de reduzir o grau de inclinação na superfície de um talude ou em parte de uma encosta natural e, com isso, obter uma situação mais estável em face de prováveis processos de instabilização (erosão, escorregamento).


Abatimento de Talude Marginal (M)
Intervenção no meio físico, geralmente em maciços terrosos, efetuada por meio de máquinas ou ferramentas manuais, em margens de reservatórios ou represas construídas, com o objetivo de reduzir o grau de inclinação de um talude marginal (geralmente com inclinação alta ou mesmo subvertical, em solo ou rocha muito alterada) e, com isso, obter uma situação mais estável em face de prováveis processos de instabilização (erosão, escorregamento).


Análise de Risco Geológico (E)

Seqüência de procedimentos técnicos e estatísticos que visam identificar a probabilidade de ocorrência ou de aceleração de determinado fenômeno de natureza geológica ou geotécnica e avaliar a magnitude dos prováveis danos associados à sua eventual ocorrência (afundamento de solo, colapso do solo, erosão, assoreamento, escorregamento, queda de blocos, inundação, subsidência).


Aragem do Solo (M)
Procedimento de descompactação do solo, utilizado nos casos em que a compactação é indesejada, podendo ser efetuado por meio de máquinas ou de ferramentas manuais e geralmente aplicado em áreas de agricultura ou reflorestamento, bem como em projetos de recuperação de áreas degradadas em que se requer o uso de práticas de revegetação. Objetiva tornar o solo mais permeável, aumentando, assim, a capacidade de infiltração das águas provenientes de precipitação pluviométrica e, em conseqüência, reduzir a quantidade de água que escoa em superfície e que tende a acelerar os processos erosivos, sobretudo em terrenos desprovidos de proteção superficial (erosão, compactação do solo).



Aspersão D'água (M)
Intervenção efetuada em estradas e acessos não-pavimentados e em instalações e equipamentos cujo funcionamento implica a emissão de partículas sólidas finas para a atmosfera, como britadores e correias transportadoras em minas. O objetivo é umedecer as partículas sólidas, para evitar sua ascensão para a atmosfera e impedir ou reduzir a formação de poeira (poluição e contaminação do ar). Para tal, utilizam-se sistemas fixos (tubulação rígida ou flexível com bicos aspersores acoplados) ou móveis (com uso de mangueiras conectadas a caminhão-pipa).


Aterro Compactado (O)
Estrutura de disposição de solo e/ou fragmentos de rocha, em aterro, produzindo diminuição de volume e conseqüente redução de porosidade, o que determina o aumento de densidade (por meio de compactação) e a redução da permeabilidade. A compactação do material de um aterro é executada para prevenir a ocorrência de erosão e escorregamento e, ainda, atenuar o desconforto associado ao impacto visual causado pela presença de grandes volumes de material dispostos de maneira não uniforme (V. compactação).


Aterro Controlado (O)
Estrutura de disposição de resíduos sólidos domésticos, em aterro, consistindo, apenas, de colocação de cobertura de material inerte, sobre camada de resíduos sólidos, na conclusão de cada jornada de trabalho, atenuando o desconforto humano provocado pela visualização do lixo (impacto visual). Porém, como geralmente não possui base impermeabilizada, tem eficácia ambiental reduzida, não sendo suficiente para impedir a poluição e contaminação do solo e das águas superficiais e subterrâneas (poluição e contaminação da água), ou mesmo a redução de odores desagradáveis e nocivos (poluição e contaminação do ar), sendo inadequado se comparado ao aterro sanitário (V. aterro sanitário).


Aterro Industrial (O)
Estrutura de disposição de resíduos sólidos industriais, em aterro, executada a partir de seleção de áreas adequadas. A disposição é realizada de forma confinada, por meio de impermeabilização de superfícies, de sistemas de drenagem e tratamento dos efluentes líquidos e gasosos e de coberturas sucessivas de material impermeável entre as camadas de resíduos sólidos industriais. Os aterros industriais visam evitar a contaminação do solo (poluição e contaminação do solo) e a poluição das águas superficiais e subterrâneas (poluição e contaminação da água), evitando, assim, os riscos de surgimento de doenças graves (V. incineração, usina de reciclagem e usina de compostagem).


Aterro reforçado (O)
Estrutura de disposição de solo e/ou fragmentos de rocha, em aterro, com utilização de dispositivos auxiliares necessários à estabilização, como paramentos ou geotêxtil. No caso de uso de geotêxtil, este tende a reduzir a quantidade de água que se infiltra no aterro. Os dispositivos de reforço previnem principalmente a ocorrência de escorregamento.


Aterro Sanitário (O)

Estrutura de disposição de resíduos sólidos domésticos, executada em aterro e implementada a partir de seleção de áreas adequadas. A disposição é realizada de forma confinada, por meio de impermeabilização de superfícies, confecção de sistemas de drenagem e tratamento dos efluentes líquidos e gasosos e de coberturas sucessivas de material impermeável entre as camadas de resíduos, atenuando o desconforto causado pela visualização do lixo (impacto visual). Nos aterros sanitários devem ser dispostos apenas os materiais que não podem ser reusados ou reciclados. O aterro sanitário, quando bem executado, pode evitar a poluição e contaminação do solo e das águas superficiais e subterrâneas (poluição e contaminação da água), reduzindo a formação de ambiente favorável à propagação de vetores de doenças infecto-contagiosas e contribuindo para a saúde pública e para a segurança sanitária. (V. incineração, usina de reciclagem e usina de compostagem).


Atirantamento (O)
Procedimento de contenção de blocos em tetos e paredes de escavações ou de encostas, utilizando-se parafusos alongados instalados com calda de cimento, argamassa ou resina, denominados chumbadores ou tirantes. Visa evitar a ocorrência de escorregamento e queda de blocos.



 

Socios - Patrocinadores
Ver todos
Eventos- Apoio ABGE

Ver Todos
Parceiros
Ver Todos